Marcação de visita






 

 

 

Na edição deste ano do Encontro Ciência 2019 (http://www.encontrociencia.pt/home/) foi dado palco a ideias inovadoras que podem transformar-se em soluções num futuro próximo.

 

Estiveram em votação 7 projectos (http://www.encontrociencia.pt/home/index.asp#tanque-ideias) desenvolvidos por estudantes do ensino básico, secundário e superior - focados na qualidade de vida ou na sustentabilidade ambiental.

 

Os projectos foram apresentados publicamente no dia 8 de julho, integrado no programa do Encontro Ciência 2019. Depois, os 7 projetos estiveram em votação por todos os participantes do Encontro Ciência 2019 através da App do evento. A ideia mais votada seria premiada com o maior financiamento.

 

As votações estiveram abertas desde as 9 horas do dia 8 de julho até as 17 horas do dia 10 de julho e os resultados foram anunciados durante a sessão de encerramento, no dia 10 de julho. O projeto que recebeu maior número de votos foi “Micotoxinas, um macroproblema” desenvolvido pelos alunos do Colégio Valsassina, Berke Santos, Pedro Cortez e Tomás Carneiro, do 12.º 1A.

 

Os nossos parabéns pelo excelente trabalho desenvolvido.

 

 

 

 

 

Resumo do projeto

 

http://www.encontrociencia.pt/home/index.asp#tanque-ideias

 

Micotoxinas: um macroproblema

 

Autoria: Berke Santos, Pedro Cortez, Tomás Carneiro e Professor João Gomes - Colégio Valsassina, Lisboa

 

“Procuramos financiamento para a produção de um kit de identificação de um biomarcador de micotoxinas em amostras de urina humana.”

 

As micotoxinas são pequenos compostos, macroscopicamente indetetáveis, que consistem em produtos secundários do metabolismo de fungos. As micotoxinas podem fomentar o desenvolvimento de várias doenças e, no limite, até provocar a morte. Por isso, é crucial haver um diagnóstico prévio de uma possível contaminação. Este projeto tem como objetivo principal criar e desenvolver um kit, não invasivo, que permita avaliar e (semi) quantificar a presença de um biomarcador da Aflatoxina B1 (AFB1, um tipo específico de micotoxina, da família das aflatoxinas, denominado AKR7A3) em amostras de urina humana. AKR7A3 é um enzima que participa nas vias metabólicas de desintoxicação de uma contaminação causada por AFB1. O procedimento de deteção escolhido baseia-se numa metodologia semelhante a um Membrane Based Antibody Array, um procedimento de deteção colorimétrico, que se centra na utilização de um conjunto de anticorpos específicos para efetuar a deteção de biomarcadores em soluções biológicas.